Wednesday, March 09, 2011

Resenha do livro ‘Poke the Box’ de Seth Godin (Um Manifesto à Iniciativa)


Se tivesse que resumir esta obra em uma palavra seria, iniciativa. O livro é sobre iniciativa, sobre mudança de postura, sobre começar algo e entregar, concluir.

O livro é sensacional, tanto no conteúdo quanto no formato que é curto – 84 páginas – com capítulos curtos. É o tipo do livro que faz jus ao ditado que diz que é nos menores frascos que estão os grandes perfumes. O formato do livro me lembrou Rework, outro livro que adorei e já resenhei aqui.

Este livro me desafiou a repensar a maneira de ver e encarar as coisas. Poke The Box é um manifesto de mudança, iniciativa e de entrega (conclusão) do que viemos aqui para fazer. Portanto, não leia este livro se você não pretende mudar o Status Quo.

Seth Godin, incentiva o leitor a vencer seus medos, sua resistência, seu cérebro que pode ter sido alvo de uma lavagem cerebral, a mergulhar em um oceano de possibilidades e transformações. Comece já, afinal, em breve não é tão bom quanto agora!

Li o livro no Kindle e não me lembro de ter feito tantos highlights em tão poucas páginas. Abaixo “alguns” trechos que destaquei durante minha leitura:
  •  Este é um manifesto sobre como iniciar.
  •  A vida é uma caixa barulhenta. Cutuque-a.
  •  Todo trabalho é desperdiçado se o último input (e o mais essencial) não for dado. Se alguém não disser “Vá”.
  •  Os vencedores tornaram a iniciativa em paixão e pratica.
  •  O desafio é de se apegar ao hábito de iniciar.
  •  É da natureza humana de precisar de um mapa. Se você for corajoso o suficiente para fazer um, as pessoas vão segui-lo.
  •  Os grandes programadores (desenvolvedores), aprenderam da mesma maneira. Eles cutucaram a caixa. Codificaram, olharam o resultado e codificaram novamente.
  •  Em breve não é tão bom quanto o agora.
  •  Risco envolve ganhos e perdas.
  •  Quanto mais você faz, mais você falha.
  •  Alguém que inicia e está disposto a desafiar o status quo é automaticamente um empreendedor.
  •  Quando o custo de cutucar a caixa (CAC) é inferior ao custo de não fazer nada  (ø), então você deve cutucá-la! Fórmula: [CAC <  (ø) -> cutuque] Fórmula original: [ptb<ø—> poke]
  •  O custo de estar errado é menor que o custo de não fazer nada.
  •  Se você vir algo, diga algo.
  •  Todos estaríamos felizes de seguir um mapa se o mapa viesse com garantias de sucesso. Não há garantias.
  •  Cutucar não significa certo. Isto significa ação.
  •  Algo novo é sempre o caminho certo quando o mundo está complicado.
  •  Tentar é o oposto esconder.
  •  Iniciar significa que você vai concluir. Se não entregar, você falhou. Você não cutucou a caixa.
  •  Dilbert é um lembrete diário de como as organizações trabalham duro para manter o status quo. (muito boa)
  •  A pessoa que falha geralmente vence. Se você nunca falhou ou você realmente tem sorte ou nunca entregou nada. (forte essa!)
  •  Iniciar é um ato intencional.
  •  O que fazer com grandes idéias? Comece. E então ... entregue.
  •  “Há dois erros que você pode cometer na estrada para a verdade: não ir até o final, e não começar” –Siddartha Gautama
A reler alguns dos highlights fica evidente que este também é um livro muito provocador. Todo o conteúdo se encaixou perfeitamente com meu atual momento. O título tem tudo para se tornar um mantra, pelo menos para mim. Poke The Box, and Go go go!

Ps: O melhor comentário sobre esta resenha até dia 18/03/11, escolhido por mim, ganhará um exemplar deste livro para Kindle. Para tanto, ao final do comentário, deixe seu email. ;-)  PTB.

Você também pode gostar de:

4 comments:

Olavo said...

Olá Gustavo,
Estava sentindo falta das suas resenhas... E valeu aguardar um pouco!
Meu comentário adicional, o momento deste livro é meu também. :-)

Abraços

Beni said...

Gustavo

Mais um livro que vou ter que ler. Obrigado pela dica amigo

Marcelo Amorim said...

Excelente resenha. Só doeu o "perca" na sua tradução livre. "Risco envolve ganhos e percas." O correto é perda. Abs

Gustavo said...

Marcelo,de fato passou. corrigido. Obrigado

Teste de Memória