Search This Blog

Saturday, September 10, 2005

Mar Adentro



Ontem tive a felicidade de assistir a esse fantástico filme e ainda hoje estou chocado. E muito. A história é fantástica, o filme é fantástico, os atores fantásticos... reviveram não interpretaram! Todos sem exceção são brilhantes. Isso é cinema.

O filme trata sobre um homem tetraplégico que luta pelo direito de praticar eutanásia e relata uma história real em que Ramón Sampedro, interpretado brilhantemente por Javier Bardem, é um homem com um super senso de humor e cheio de esperança. Esperança de morrer, pois pra ele viver como vive não é digno. Acontece que ele é uma pessoa fantástica e ninguém quer que ele morra!

Ramón justifica seu bom humor com a seguinte frase:
- Quando se depende dos outros, rir é a melhor maneira de chorar por dentro!
Puta que o pariu ... Essa é foda!

A cena em que Ramón sonha acordado que voa até a praia para encontrar Julia e chegando lá eles se beijam, é possível sentir o amor invadindo a tela ...
A cena do mergulho, é possível sentir o impacto. As cenas de chegadas e despedidas ... O irmão, o pai, a cunhada, o sobrinho, o padre (urgh), as mulheres. Oh Que filme!

Como disse Bardem nos extras, o filme fala de diferentes pontos de vista de um mesmo assunto. O amor, carinho ...

Completely shocked by its beauty!
Share

No comments: